CIDADANIA - DIREITO POR SANGUE

+39 334 7883 492

Cidadania Italiana por Via PATERNA

 

A cidadania italiana iure sanguinis é transmitida a partir do(a) ascendente italiano(a) aos filhos, como uma corrente, sem limite de gerações.

 

Chamamos de 'Cidadania Italiana por via paterna' pois, em geral é transmitida por uma linha de descendêcia masculina e o processo é realizado administrativamente.

 

Todavia, existem casos onde, apesar de a linha de descendêcia ser composta por mulheres (por via materna), também é possílvel realizar o reconhecimento pelas vias administrativas.

 

Nossa equipe irá analisar seus documentos para verificar o seu caso e indicar o melhor caminho para o reconhecimento da sua cidadania.

 

Cidadania Italiana por Via MATERNA (Lei de 48)

 

Pelo antigo ordenamento jurídico do Reino da Itália (Até 31.12.1947), as mulheres não transmitiam a Cidadania. A atribuição vinha sempre pela Linha Paterna.

 

A Constituição da República Italiana de 01/01/1948 enfim, concedeu igualdade de direitos entre homens e mulheres.

 

Portanto, as mulheres também passaram a transmitir a Cidadania, a partir daquela data.

 

A Suprema Corte di Cassazione (Sentença n° 30/1983), entendeu que as mulheres só transmitem a Cidadania a partir da data da promulgação da Nova Constituição.

 

Assim, quando a ascendência passa por uma mulher, somente os filhos e filhas nascidos após 01/01/1948, possuem a Cidadania Italiana.

 

Todavia, o processo de cidadania italiana pela lei de 1948, atulamente, somente pode ser realizado COM SEGURANÇA LEGAL, por via judiciaL e através de advogados especializados no assunto.

 

Nossa equipe conta com advogados habilitados no Brasil e na Itália, com 100% de sucesso em medidas judiciais de reconhecimento de cidadania italiana por via materna e estamos prontos para analisar seu caso e acompanhar seu processo com o máximo profissionalismo.

 

 

Entre em contato conosco AINDA HOJE e CONQUISTE sua CIDADANIA ITALIANA!